1st set, 2011

AVALIAÇÕES TERCEIRO BIMESTRE

Dear Students:

Eis as nossas avaliações:

Segunda Série:
Prova Integrada: 3,0
Teste: 2,0
Diários: 3,0
Blog: 1,0
Saerjinho: 1,0

PRAZOS E DATAS IMPORTANTES!!!

ENTREGA DOS DIÁRIOS EM MÃOS!!! (NÃO ACEITAREI POR E-MAIL!!): 16/09
COMENTÁRIOS NO BLOG: TAMBÉM 16/9
TESTE: 2001 E 2002: 13/9, 2003 E 2004: 16/9

TEMA DOS TESTES: ORAÇÕES CONDICIONAIS, PHRASAL VERBS, INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Turmas 3003 e 3004:

Prova Integrada: 3,0

Diários: 3,0

Teste: 2,0

Saerjinho: 1,0

Comprometimento: 1,0

DATAS E PRAZOS IMPORTANTES:

DIÁRIOS A SEREM ENTREGUES EM MÃOS (NÃO ACEITAREI POR E-MAIL!!) : 16/9

DATA DO TESTE: 16/9 – TEMA: INTERPRETAÇÃO DE TEXTO  E ORAÇÕES CONDICIONAIS

Responses

Obrigado por disponibilizar esse conteúdo para ós professora.
É muito importante anotar os trabalhos e as pontuações, assim facilita organizar a vida.
Gosto muito do Item 3 – Diário.
Acho interessante como a senhora aborda os alunos, lendo os diários e modificando os meios de ensino para assim termos uma aula muito melhor. Até na minha turma, 2004, que tem pessoas que falam demais, a aula está rendendo mais.
Obrigado mais uma vez e um beijo Teacher.
Rodrigo Nogueira Rocha
2004

Que bom, Rodrigo! Espero poder ajudá-los sempre!

Bom, mesmo estudando e prestando muita atenção nas aulas a interpretação de texto é o que me destrói em todas as avaliações. Não que seja impossível de eu traduzir os textos, mas demoro um pouco mais para seguir o contexto e entender as palavras que não conheço. Ultimamente tenho recorrido às minhas anotações. Mesmo assim é um pouco difícil, mas tenho tido um bom rendimento esse bimestre!

Jonathan Caroba – 2004

Como o Rodrigo disse, é muito útil mesmo a divulgação desse conteúdo. Mas queria levantar uma questão, professora, qual a real necessidade desse diário de classe ? Acho um pouco desnecessário, creio que atividades valendo ponto, exercícios valendo ponto ou o método dos “vistos” seria muito mais agradável, tendo em vista que esse diário de classe vale 3pnts, uma pontuação muito alta e, pelo menos, nos últimos a senhora foi bem rigorosa na correção, sendo que é uma coisa bem subjetiva para cada aluno.
Turma 2002

Prezado Matheus,

Eu tenho de discordar com você, Matheus Maia. Quando o diário de classe é levado a sério, ele pode ser um importante instrumento de avaliação. E além disso, faz com que o aluno possa acompanhar melhor seu processo de aprendizagem – onde melhorou, onde precisa melhorar, etc. Alguns alunos levam o diário a sério e posso perceber o progresso dos mesmos. É subjetivo? Sim! E por isso é tão importante, dear Matheus. Porque somos seres subjetivos. Cada aluno é diferente e muitas vezes algumas dessas diferenças passam despercebidas pelo professor/a que tem de lidar com necessidades difrentes, do you understand what I mean? Sou rigorosa sim pois coloco as regras na mesa para vocès. Da mesma forma que eu me comprometo com vocês, eu quero este retorno dos alunos. O visto para mim é uma forma de verificar se vocês estão fazendo o que pedi. Porém, sinceramente, acho que não deveria precisar vistar cadernos para fazer tal verificação, concorda? O aluno tem por obrigação estudar. Os diários me dão um feedback do aprendizado de vocês – é claro, quando feito com seriedade. Infelizmente muitos alunos ainda não captaram tal necessidade da seriedade do instrumento. Daí algumas notas serem baixas. Um abraço,

Professora eu concordo um pouco com o Matheus, eu acho o diário de classe importante, mas não merece valer 3 pts.
A senhora deveria msm passar mais exercícios em sala valendo nota, pois isso sim fará o aluno aprender, tirar suas dúvidas e correr atrás não exatamente escrever o que aconteceu.

esse bimestre eu aprendi muitas coisas que não tinha aprendido no meu curso de inglês.
Obrigado professora pois eu adicionei muitas coisas no meu vocabulário de inglês.

Daniel Neves
T:2001

Mas professora tem situações, pelo menos no meu e de alguns colegas, que a senhora descontou ponto por coisas muito bobas mesmo, e não me entenda mal, que acho que não precisariam ser descontadas.
E quando disse sobre os vistos, eles serviriam como atividades valendo ponto, acho que seria mais incentivador. Um abraço.

Dear Teacher,
I disagree with you.
I know English, a bit, but I know and I’ll repeat this year in English because you don’t help us. My word: I did the diary. I wrote what I learned (this is what you requested) but I got 0,8 / 2,0. Why?
You said: “It’s not COMPLETE.
So, what do you want? SO WHAT WOULD YOU LIKE? – SOUNDS BETTER HERE, SAULO – POLITE!
I write what I learn (or not). You requested this.
No more questions…
I like English, you know.
I change the forms, but it’s only a joke. You also know.
So, see IT as a NAVE’s student, please!
Kisses and Cheeses

Sorry, teacher, but the diaries, no matter how useful they seem to be for you, can’t be worth 3 points. Such an evaluation method doesn’t show anything about the student’s current english skill.
The most usual approach to these diaries is to just look at what each class’ theme was during the bimester, and make a diary on the fly with entries such as “Day 1, I learned past perfect and pronouns”. This isn’t necessarily true, the student is just stating what he or she was supposed to have learned.
We would be as committed (or even more) to our tasks if they were actually helpful as learning tools. Teachers in NAVE have tried to use diaries since my first year at the school and probably before. In all cases, the classes either copied half-baked entries from each other, or just outright ignored then, because they were too subjective, time consuming and didn’t help us learn.
We could do a lot better with assignments that actually show our current english level, such as presentations, researches, etc.
The diaries are so time consuming that they leave us only two options: We either make it during your class (thus not being able to focus on it) or during someone else’s class (thus mentally detached from the class itself, as we’d be thinking about the english class). If we tried to do it after school, or at some other free time, it would take all this time, so we either do ONLY the english diaries, or all assignments from the other 17 classes we have.

Que boa notícia, Daniel! Colocou esta informação em seu diário?

Eu continuo discordando com vocês, caro Kaique.
Eu posso passar MUITOS exercícios. O problema é que vocês não conseguem dar conta do que eu já faço. Precisaríamos de 5 aulas por semana…

Saulo,
I will talk to you tomorrow, ok? I hope you are not being serious when you say that I don’t help you!

Outro abraço, Matheus.

Professora, não concordo muito com a importância do diário, mas aceito. Aaah e pelo meu esforço em melhorar, acho mereço 1 em comprometimento. Rsrs’ Brincadeira (ou não)

Gabriel da Hora – T: 2001

Professora eu concordo em algumas coisas sobre a avaliação do terceiro bimestre, mas é um absurdo o diário de classe valer mais que o teste.

Heitor Santos Vallim da Silva Nº 17 Turma: 2003

Leave a response

Your response: